07/01/2012

Crescemos a ver os nossos avós velhinhos, achamos que vão estar connosco para sempre. Os anos passam e não percebemos o quão frágeis se vão tornando com a idade.
Só tenho uma avó viva, mas tenho o privilégio de dizer que passei a minha infância e adolescência com todos os meus avós. Um por um foram cedendo à idade:( infelizmente.
Tenho muito orgulho na minha avó, perdeu um filho, o marido e continua jovem de espírito e corpo até aos seus actuais 83 anos.
Neste momento e infelizmente está a perder as forças, está a ficar cansada, estranhamente calada.
Queremos que ela venha viver connosco, há muitos anos, só agora é que ela está a começar a aceitar. Eu vou adorar tê-la aqui:)

4 comentários:

Nokas* disse...

Avós são sinónimo de experiência de vida, de histórias de coragem em tempos difíceis que era o tempo do antigamente. é de louvar ver que adoras a tua avó!

LOL aos 40 disse...

Pois, as avós deixam-nos sempre muitas saudades na nossa Vida. E boas recordações todos os dias.
Elas sempre estão ou estiveram ao nosso lado nos momentos em que queríamos «desabafar» aquilo q os nossos pais n íam entender.

Bj

Fica bem

Lady Me disse...

Vai ser muito bom de certeza :)

Rita disse...

Eu ainda tenho os 4 avós vivos graças a Deus, no entanto, os meus avós maternos são-me tudo! Cresci ao lado deles, vivo ao lado deles, almoço com eles todos os dias. Tudo com eles, no dia em que partirem vai ser muito difícil para mim, aliás nem penso nisso porque acho que irei viver na depressão para sempre. São mesmo uns segundos pais, e temos de lhes dar o devido valor. Mesmo!


*
http://aritaqirrita.blogspot.com/