31/03/2012

De afilhada para madrinha

Dizem que eu herdei muito da minha madrinha: as dores de cabeça, as preocupações constantes, os nervos, as manias. Ou seja, só coisinhas boas.
Mas no fundo eu admito que sou muuuuuuito parecida com ela.
E este Domingo é o dia das madrinhas, dá-mos umas flores, ou um vaso e recebemos o folar, é a tradição. Amanhã vou comprar um ramo de flores para a minha madrinha, não por ser o dia que é, nem para receber nada, vou-lhe dar o ramo porque ela merece, porque eu gosto muito dela e faço gosto de estar com ela.
Adorava de coração ter um afilhado, mas o meu irmão ainda não se adiantou a ter filhos, mas sei que quando o tiver vou mima-lo demais:)

3 comentários:

piccolina disse...

eu tou desejosa de ter um sobrinho ou afilhado para o encher de mimos :)

Rita disse...

Eu não tenho bem madrinha, quer dizer no papel tenho, na pratica não.. mas também ainda sou novinha pra afilhados, uma vez que eu sou a filha, a neta e a prima mais velha, por isso, tudo indica que sou eu que vou dar os primeiros afilhados a alguém :P
Mas acho que fazes muito bem! :D

Camila disse...

Nós damos amendoas ás madrinhas *